Imersão em Light Steel Frame responde à necessidade de capacitação no setor construtivo

0
110
Foto: Nenad Radovanovic/Divulgação

Profissionais da construção civil se reuniram em Curitiba em busca de atualização e qualificação técnica no sistema que vem ganhando espaço no mercado

O Hipe Innovation Center em Curitiba sediou a Imersão LSF 5.0, um evento dedicado à capacitação de profissionais no sistema de construção a seco Light Steel Frame (LSF). Engenheiros, arquitetos e outros profissionais do setor construtivo se reuniram para um dia de aprendizado teórico e prático, destacando a importância crescente dessa tecnologia no mercado brasileiro.

Sheila Lima, engenheira da Baliz Construtora e co-organizadora do evento, enfatizou a importância deste momento para a indústria. “O Steel Frame está sendo implantado no Brasil há 30 anos. É o momento de capacitarmos a mão de obra de base, mas também é crucial a capacitação da mão de obra técnica. Isso inclui supervisores de obras, engenheiros, arquitetos ou outros profissionais da construção civil,” disse a engenheira. Ela destacou a necessidade de um entendimento profundo do sistema para que possam orientar adequadamente suas equipes e aconselhar os clientes.

A preocupação da engenheira tem motivo. “Recentemente, soube de um cliente que procurou seu arquiteto e perguntou como o sistema Steel Frame funcionava. Este, não sabendo responder, desconversou. O cliente então e foi até uma revendedora do sistema LSF ter mais informações. Não sei do desfecho deste caso, mas sei o quão importante é a atualização profissional. Um engenheiro ou arquiteto, conhecendo o Light Steel Frame, pode determinar se o sistema é a melhor opção para uma determinada obra, auxiliando o cliente na decisão“, explica Sheila. Este cenário revela uma lacuna no conhecimento que pode afetar a tomada de decisão e a qualidade das construções.

Cleiton Grah, diretor da Forrotec e co-organizador do evento, também expressou sua visão sobre o assunto. “A nossa grande preocupação é com a qualificação da mão de obra no mercado e que ela se torne mais técnica. O mercado do Steel Frame está crescendo, e por isso vamos precisar de profissionais mais capacitados,” afirmou Grah. Seu comentário reflete uma consciência da mudança de paradigma no setor da construção civil, com um deslocamento em direção a métodos mais sustentáveis e eficientes.

O evento em Curitiba foi uma plataforma para troca de conhecimento e experiências, incentivando os profissionais a se atualizarem sobre as novidades do setor. A programação incluiu desde a adaptação de projetos de arquitetura e BIM até a montagem prática de estruturas em Steel Frame, abordando todas as etapas da construção seca.

A imersão LSF 5.0 destacou a necessidade imperativa de educação contínua e capacitação técnica no setor construtivo. Conforme o mercado evolui, também deve evoluir a habilidade dos profissionais que nele atuam.

Foto: Nenad Radovanovic/Divulgação

Deixar um compentário

Please enter your comment!
Please enter your name here